O que é o pagamento instantâneo e como funciona?

Atualmente, é comum que as pessoas procurem cada vez mais por um fator em comum em todas as transações: praticidade. Ou seja, a facilidade de ter o que se deseja no menor tempo possível. O pagamento instantâneo é construído com base nessa premissa, um método que permite transferir valores de uma conta para outra em segundos.

Este método de pagamento não é novo para o setor de varejo, pois diferentes países o utilizam de maneiras diferentes. No Brasil, no entanto, tornou-se popular recentemente, especialmente depois que o Banco Central criou o PIX.

E, apesar de ter se tornado popular rapidamente, ainda gera algumas dúvidas. Neste artigo, vamos explicar como o pagamento instantâneo funciona, seus benefícios e quais as principais tendências deste tipo de transação. Confira.

Consulte o Especialista

Fale com quem entende de transformação digital

O que é pagamento instantâneo?

Os pagamentos instantâneos são um método de transações financeiras online (pagamentos digitais) que permitem que o valor seja enviado de uma conta bancária para outra em tempo real. Com essa forma de pagamento, não há necessidade de intermediário, pois é feito por meio de um site, aplicativo bancário ou carteira digital.

A premissa é simples: praticamente qualquer pessoa física ou jurídica com conta em uma instituição financeira autorizada pode pagar imediatamente uma dívida ou fazer uma transferência online. Ou seja, quando você autorizar um pagamento, os fundos são transferidos para a conta de destino. Tudo é em segundos.

PIX

No Brasil, a modalidade de pagamento instantâneo recebeu o nome de PIX. Ele é o novo formato de transferência eletrônica que permite pagamentos em tempo real. Essa novidade atraiu muitos adeptos porque não há necessidade de intermediário (neste caso, bancos e outras instituições financeiras) e por ser de baixo custo.

Até então, as transferências só podiam ser feitas pelo método TED ou DOC e, no caso do TED, o valor entra na conta do destinatário no mesmo dia —, mas não imediatamente. O DOC só pode chegar no dia seguinte ao do pagamento.

A diferença entre TED/DOC e PIX é a agilidade do novo modelo, que dispensa CPF ou CNPJ e dados como número de agência e conta. Além disso, o serviço está prontamente disponível, incluindo finais de semana e feriados, para facilitar transações que possam ser urgentes.

Como funciona o pagamento instantâneo?

Os pagamentos instantâneos no Brasil são realizados por meio da integração das instituições financeiras com a plataforma unificada Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) do Banco Central. É a tecnologia que permite que as transações financeiras instantâneas ocorram.

Para usuários de Pessoa física e Pessoa jurídica, o processo é muito simples: basta acessar o Internet Banking ou o app do seu banco, entrar no ambiente de pagamento instantâneo (PIX), informar o valor e chave da conta de destino, e autorizar o pagamento.

Essas chaves são identificadores exclusivos para cada conta bancária. Portanto, o usuário não precisa inserir todas as informações da conta de destino (como no caso de TED ou DOC, em que são necessários nome completo, CPF, agência, conta, banco etc.).

No caso do PIX, a chave pode ser o e-mail de uma pessoa, número de celular, CPF ou até mesmo uma chave aleatória gerada pelo próprio banco.

Quais são os benefícios do pagamento instantâneo?

Como você já deve ter percebido, os pagamentos instantâneos trazem muitas vantagens para todos os tipos de pessoas envolvidas em transações financeiras, sejam elas vendedores, fornecedores ou consumidores. Sendo assim, trouxemos alguns dos principais benefícios do pagamento instantâneo, dê uma olhada:

  • pagamentos flexíveis e pontuais — uma das maiores vantagens é a possibilidade de pagar qualquer quantia, a qualquer hora e em qualquer lugar, mais rápido do que as transações disponibilizadas pelos bancos como TED/DOC;
  • segurança — os pagamentos instantâneos são outra forma de os consumidores se movimentarem com menos dinheiro, trazendo mais segurança e comodidade às compras;
  • nova alternativa — como foi mencionado acima, é uma alternativa mais flexível ao TED e DOC, meios tradicionais de transferência financeira;
  • taxas de juros mais baixas — a decisão de cobrar ou não taxas dos pagamentos feitos pelo PIX é decidida pelas instituições financeiras. Atualmente, a maioria dos bancos não cobram por este tipo de serviço;
  • fidelização de clientes — o novo modelo deve gerar inovação no tipo de retenção de negócios e possivelmente até ações para fidelizar clientes.

Quais são as tendências do pagamento instantâneo?

À medida que os sistemas de pagamento instantâneo amadurecem e se integram ao mercado, eles começam a agregar valor além da velocidade de transação. O sucesso desses modelos depende da velocidade e eficiência da padronização do ecossistema. Portanto, um recurso central para melhorar a conformidade é a agilidade. Passado isso, são adicionadas novas funcionalidades no sistema.

QR code 

Uma das tendências que já está em funcionamento é o pagamento a partir dos códigos QR. A principal vantagem dessa solução é a praticidade: basta que o cliente escaneie o código QR fornecido pelo serviço ou pela instituição com seu smartphone para iniciar o pagamento e concluir a transação de forma rápida, segura e econômica.

Solicitação de pagamento

Outra tendência estabelecida são as solicitações de pagamento. Com esse recurso, os emissores podem exibir os detalhes da fatura por meio de um sistema de pagamento instantâneo e os clientes podem pagar automaticamente. Esse recurso permite o processamento automatizado de contas e maior flexibilidade no recebimento de pagamentos.

PIX garantido

Uma das principais tendências é o PIX garantido, ele vem para ser o principal concorrente do cartão de crédito. Com ele será possível parcelar compras e realizar pagamentos recorrentes como academias e escolas.

Neste artigo, pudemos ver tudo sobre pagamentos instantâneos e como esse método ganhou destaque no Brasil. Não há dúvida de que os pagamentos instantâneos começaram a mudar o cenário das transações financeiras e de varejo no mercado — e é fundamental que as empresas se envolvam na transformação se não quiserem ficar para trás.

Agora que você já sabe mais sobre pagamento instantâneo e como essa modalidade de transação funciona no Brasil através do PIX, que tal conhecer mais ferramentas que podem facilitar os seus meios de pagamentos no dia a dia? Já pensou vincular a forma de pagamento no ato do contrato? Com o DocuSign Payments é possível! Saiba mais sobre esse recurso e como facilita seus processos. 

Fale com o Especialista

Quer conhecer as dicas que otimizam milhões de empresas no mundo? Fale com nossos especialistas.
Publicados
Temas relacionados